Alfa Beta Simetria

Localização das Frequências

Agora que vimos as frequências diferentes da atividade cerebral e como elas se relacionam com os estados da nossa experiência, chegou a hora de começar a falar sobre a localização destas frequências e qual efeito isso tem, especialmente no nosso humor.

Veremos a simetria entre as duas frequências principais: Alfa, o estado de consciência em descanso; e Beta, o estado de processamento ativo. Não iremos comparar Alfa e Beta. Ao invés, vamos comparar Alfa em uma área com Alfa em outra e faremos o mesmo com Beta.

Os Hemisférios Esquerdo e Direito

Os hemisférios esquerdo e direito do cérebro são muito diferentes em termos de sua estrutura e suas funções. Qualquer pessoa que tenha lido uma revista popular nos últimos 20 anos provavelmente ouviu sobre pessoas com o hemisfério cerebral esquerdo dominante e pessoas com o hemisfério direito dominante. Este conceito popular que diz respeito aos hemisférios cerebrais é uma simplificação extrema. Os dois quase sempre trabalham juntos, equilibrando um ao outro.

Há evidências de que o hemisfério direito do cérebro é mais eficiente em lidar com a novidade – situações em que não existe um conjunto de regras claras sobre o que fazer. O hemisfério esquerdo é mais orientado para a regra e mais capaz de lidar com a rotina. O hemisfério esquerdo funciona em agrupamentos intimamente ligadas; o direito combina áreas mais distantes e desconectadas. O esquerdo é o “texto”; o direito é o “contexto”. Juntos eles produzem um todo.

Uma boa parte do trabalho tem sido feito recentemente, demonstrando as diferentes valências emocionais entre os hemisférios esquerdo e direito.

Estados de Sentimento

O hemisfério esquerdo foi mostrado como sendo o lado do cérebro mais claro, mais positivo, extrovertido, orientado para a oportunidade, o qual aborda a experiência. O direito é mais escuro, mais introvertido, focado em riscos. Ele tende a se distanciar da experiência. Os dois lados equilibram um ao outro. Um hemisfério esquerdo fortemente dominante sem um direito seria maníaco. Um fortemente dominante direito sem um esquerdo seria depressivo. A maioria de nós iria preferir que o lado esquerdo fosse ligeiramente dominante.

Certamente frequências Beta são mais ativas e Alfa menos. Por isso queremos que Beta seja mais forte no hemisfério esquerdo e Alfa mais forte no direito.

Quando o hemisfério direito mostra níveis de Beta mais elevados, estamos propensos a ser ansiosos. Se os níveis de Beta são altos, a irritabilidade e a raiva são prováveis. Quando Alfa é mais elevada no hemisfério esquerdo, muitas vezes vemos o mundo em termos negativos e estamos propensos a ficar deprimidos.

Frontal/Posterior

A parte posterior do cérebro recebe e integra informações sensoriais selecionadas. A maior parte do córtex é composto das então chamadas áreas de associação. As áreas de processamento transformam informações sensoriais, por exemplo, dos olhos, em imagens com cor, forma e textura. Estas imagens são então comparadas com áreas de associação primárias e secundárias – seu banco de dados de experiência que nos ajuda a compreendê-las. Uma imagem visual específica pode ser identificada com um rosto. Em uma área de associação secundária para rostos, essa imagem pode ser identificada como o rosto da minha irmã. Sendo assim, a missão mais importante da parte posterior do cérebro é integrar a informação visual, táctil, auditiva e outros modos em uma imagem unificada do que é importante no meu ambiente agora.

Essa imagem integrada é enviada adiante para o córtex pré-frontal (CPF) várias vezes por segundo. O CPF combina este fluxo de imagens sensoriais com a informação do cérebro emocional sobre como eu me sinto e as memórias se relacionam ao que estou sentindo. Ele determina como reorientar seus filtros, o que esta informação significa para mim e o que, e se, quero fazer algo sobre isso. Ele envia programas de ação ao lobo frontal para ser enviado ao corpo para implementar. A parte posterior do cérebro integrativa deve ter mais Alfa, e a parte frontal mais Beta.

Quando a parte posterior do cérebro tem mais Beta do que a parte frontal, especialmente se os níveis são mais elevados, o resultado será quase certamente a ansiedade. Também pode ser perfeccionismo e certos tipos de distúrbios do sono. Quando Alfa é mais alta na parte frontal do que na posterior, o indivíduo tenderá a estar desmotivado, negativo ou deprimido e pouco capaz de seguir na direção de um objetivo.

Treinando Inversões

O cérebro pode ser dividido em quatro quadrantes. O frontal-esquerdo deve ter o nível mais elevado de Beta. O posterior-direito deve ter o nível de Alfa mais elevado. Treinando inversões – padrões que desviam dos relacionamentos desejados – depende de determinar se as relações de Alfa e Beta são desejáveis. Também depende dos níveis em geral de cada cérebro. Uma vez que problemas emocionais estão entre os mais comuns que as pessoas levam para o treinamento cerebral, treinar inversões é uma intervenção corriqueira e muitas vezes eficaz.

Peter Van Deusen

Peter Van Deusen tem treinado cérebros (incluindo o seu próprio) e treinadores desde 1992. Seu compromisso é em tornar a sofisticada tecnologia de neurofeedback acessível a usuários profissionais e leigos.

Peter Van Deusen

Peter Van Deusen tem treinado cérebros (incluindo o seu próprio) e treinadores desde 1992. Seu compromisso é em tornar a sofisticada tecnologia de neurofeedback acessível a usuários profissionais e leigos.

Compartilhe

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

Criada em 1994 por Peter Van Deusen, a Brain-Trainer International (BTI) é uma empresa que oferece um sistema completo para treinadores de neurofeedback: aparelhos, programas e cursos de formação e aprimoramento.

Post recentes

Siga-nos

Youtube