Cursos

Mulher feliz de braços abertos para a vida em tons amarelo, roxo e rosa

Otimizando a Vida: Transforme Hábitos do Cérebro

É possível otimizar a vida transformando hábitos do cérebro por meio de treinamento. Entenda mais sobre neurofeedback e a experiência de fluxo.

Sumário

“Cuidado com o que você deseja; você pode conseguir.”

Tome Cuidado...

Se faz sentido para você que o que você pensa, o que você sente e como você vivencia a experiência consigo mesmo e com o mundo ao seu redor surge dos hábitos desenvolvidos no seu cérebro, então você começa a perceber que mudar esses hábitos não traz apenas pequenos transtornos em sua vida.

Acostumado a um método da medicina ocidental baseada em sintomas, os clientes frequentemente chegam desejando melhorar suas memórias, atenção, parar de ter enxaquecas ou ataques de pânico. Leva tempo para eles perceberem que esses são sintomas simplesmente visíveis de um modo de vida desequilibrado. E a única maneira de mudá-los permanentemente é alterando a estrutura na qual eles se desenvolvem.

No começo da minha carreira tive dificuldade com um certo tipo de clientes. À medida que eles começaram a mudar em resposta ao treinamento, reclamavam. Um executivo me disse depois de cerca de uma dezena de sessões que se sentia “estúpido e perdido”. A princípio achei que estava fazendo algo errado e passei muito tempo checando minhas anotações e protocolos para ver o que poderia ser.

Mais tarde, durante uma conversa, percebi que ele estava tão acostumado com sua mente sempre acelerada, tentando trabalhar em cinco projetos ao mesmo tempo, que sentiu quietude e calma como sendo algo negativo. Levou um tempo para perceber que estava fazendo mais, produzindo menos estresse para si mesmo e para aqueles ao seu redor e, em geral, vivendo uma vida melhor.

Ele acostumou-se com o fato de ter menos “barulho”, mas levou um tempo para desconectar-se da “agitação” de todo aquele estresse. Alguns poucos clientes pararam de treinar quando começaram a alcançar os objetivos que achavam que queriam.

A maioria de nós vivencia a vida interior (e exterior) por muitos anos como “sempre foi”. Não podemos imaginar que exista outro modo de ser e sentir – e especialmente, que haja um jeito que funciona melhor. O fato de que nossa mente: pensativa, consciente e egoica, gosta de fingir que está sob controle complica as coisas ainda mais.

Para mudar para padrões que não gastem energia e nem criem ansiedade e estresse, e padrões que produzam resultados focados e melhora em nossas vidas, temos que nos acostumar com o fato de que a mente trabalhe somente quando necessário.

O Pico Cerebral: Eficiência e Descanso

O cérebro pesa somente 3% do corpo humano, mas usa mais de 25% do oxigênio que respiramos e mais de 50% da glicose em nosso sangue. O cérebro está sempre trabalhando. Quanto mais eficientemente opera – menos energia gasta – melhor o corpo (e você) funciona.

Quando pesquisadores veem a energia cerebral das pessoas que são capazes de fazer coisas que o resto de nós não pode, o que eles encontram com mais clareza é a habilidade desses cérebros ficarem à toa, descansando quando não têm uma tarefa em particular para realizar. Como um carro, esses cérebros têm a habilidade de alterar rapidamente entre um estado de descanso para outro de ação.

Esperamos que nossos carros fiquem parados no semáforo e preparados para seguir em frente assim que o sinal permita. O carro que acelera mais não vai tão longe com um tanque de gasolina, pois queima mais combustível. Do mesmo modo, se você desligar o motor no sinal vermelho levará mais tempo para seguir em frente novamente quando o sinal ficar verde.

Esperamos que descanse, mas que esteja pronto para responder quando solicitado.

Como Isso Acontece no Cérebro?

O cérebro humano possui uma camada mais externa chamada córtex, que mede cerca de 6mm. Esta camada é o cérebro que “pensa” – nosso ego. Quando está trabalhando em uma tarefa, seus neurônios ativam em áreas específicas (dependendo da tarefa), disparando entre 13 e 21 vezes por segundo. A velocidade (frequência) deste cérebro chama-se beta e é produzida somente no córtex e idealmente durante uma tarefa.

Abaixo deste cérebro que “pensa”, o córtex, existe um conjunto completo de outras estruturas. Alguns destes conjuntos compartilhamos com mamíferos e outros com répteis mais primitivos. Essas áreas subcorticais do cérebro são as fontes de nossas emoções, memórias, intuições e estímulos criativos. Algumas vezes a mente os controla; frequentemente acontece ao contrário.

Essas estruturas subcorticais transmitem frequências específicas no cérebro, e quando os neurônios corticais não estão trabalhando, idealmente ressoam com um destes ritmos. A frequência chamada alfa – especialmente quando é encontrada em sincronia no córtex – correlaciona-se com o estado em descanso e pronto para agir quando necessário. Quando o cérebro está produzindo alfa sincronizada, vivenciamos um estado chamado “experiência de fluxo”.

Nos próximos posts, olharemos como a habilidade de operar e manter-se neste estado de descanso, mas pronto para agir – ao invés de acelerar os motores – reflete em um novo jeito de vivenciarmos a experiência consigo mesmo e com o mundo ao nosso redor.

Continue a ler…

Autor: Peter Van Deusen é um visionário treinador de cérebros que estuda, desenvolve e aplica a técnica há mais de 30 anos. É o fundador da Brain-Trainer International e possui gravações em português de aulas Master Class de aprimoramento para treinadores de neurofeedback.

Compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram

Outros conteúdos

Comente!

E-book Gratuito sobre Neurofeedback

Sim, as neurociências são para você! E queremos te mostrar como elas podem transformar de forma significativa a sua vida! Baixe o e-book e descubra!
Ebook Gratuito Conheça o Neurofeedback em 3D
Iniciar chat
Precisa de ajuda?
Olá. Para darmos continuidade ao seu atendimento, clique no botão iniciar chat.